Aprenda a se inscrever no Minha Casa Minha Vida

Publicado por Carolina em

Anúncios

A inscrição no programa Minha Casa Minha Vida, é realizada em dois locais, dependendo da renda mensal familiar. Para saber mais sobre o programa e a inscrição, continue a leitura.

Programa social Minha Casa Minha Vida

O programa teve a sua criação no mês de março de 2009, pelo Governo Federal, tendo como objetivo o auxílio de famílias de baixa renda para conquistarem seu próprio imóvel residencial. O programa visa diminuir as diferenças sociais no Brasil.

Com a iniciativa do program, o setor imobiliário também é estimulado, gerando emprego e renda na área de construção civil.

Veja Também:

Anúncios

é importante saber que não é todo imóvel que está apto a ser financiado através do programa, assim como o beneficiário, devendo, ambos, enquadrar-se nos critério do MCMV:

  • A soma da idade do beneficiário com o prazo do financiamento, não pode ultrapassar 80 anos;
  • É necessário residir ou trabalhar na cidade onde se quer adquirir o imóvel;
  • O imóvel deve ser residencial;
  • Deve-se comprovar renda;
  • Deve-se ter o CPF sem restrições no Serasa, no SPC e em outros órgãos de proteção de crédito;
  • O imóvel a ser adquirido, deve ser utilizado, exclusivamente, como moradia própria.

Como se inscrever no programa?

A inscrição, é feita a partir do tipo de renda mensal familiar. Veja:

1- Renda mensal familiar de até R$ 1.800,00 (mil e oitocentos reais), deve-se realizar o cadastro na Prefeitura, e, assim, aguardar o sorteio dos imóveis.

Quando for o cidadão for contemplado, a Prefeitura irá informar a data para a assinatura do contrato e a data para comparecimento para finalizar a compra do imóvel.

Anúncios

Para que isso seja possível, o cidadão deve fazer parte de uma associação e ir às reuniões.

2- Renda mensal familiar superior a R$ 1.800,00 (mil e oitocentos reais), tendo, no máximo, renda mensal de até R$ 7.000,00 (sete mil reais). Nesse caso, o cidadão deve dirigir-se à uma agência da Caixa Econômica Federal, tendo em mãos os documentos do responsável do imóvel e por sua venda.

Depois, o cidadão deve aguardar o período de avaliação e aprovação do financiamento, para então realizar a assinatura do contrato.

É possível fazer uma simulação de financiamento pelo Simulador Habitacional Caixa.

Modalidades

O programa é dividido em modalidades, onde cada faixa corresponde a um tipo de renda mensal familiar, e, dependendo da modalidade, o valor das parcelas sarão diferentes, beneficiando as famílias de baixa renda. Confira abaixo:

Faixa 1 – Renda mensal familiar de até R$ 1.800,00 (mil e oitocentos reais). As parcelas do financiamento pede ser de R$ 80,00 (oitenta reais) a R$ 270,00 (duzentos e setenta reais), com subsídio de até R$ 90.000,00 (noventa mil reais).

Faixa 1,5 – Renda mensal familiar de até R$ 2.600,00 (dois mil e seiscentos reais). Juros de até 5% ao ano e subsídio de até R$ 47,500,00 (quarenta e sete mil e quinhentos reais).

Faixa 2 – Renda mensal familiar de até R$ 4.000,00 (quatro mil reais). Juros abaixo do mercado, com subsídio de até R$ 29.000,00 (vinte e nove mil reais).

Faixa 3 – Renda mensal familiar de até R$ 7.000,00 (sete mil reais). Taxas com juros diferenciadas, sendo bem abaixo de outros financiamento de compra de imóveis.

Documentos para a inscrição

Para inscrever-se no programa, é preciso ter, em mãos, sua documentação e a do seu parceiro, além da documentação do imóvel e dos responsáveis pela transação comercial.

A documentação pessoal, reúne:

  • CPF;
  • Documento de identidade (CNH, RG, passaporte e outros);
  • Carteira de Trabalho;
  • Declaração de Importo de Renda;
  • Comprovante de estado civil;
  • Dados do FGTS;
  • Comprovação de renda, contendo contra-cheque, movimentação bancária e decore, se for o caso de sócios de empresa.

Saiba se poderá receber o Auxílio Combustível em 2023:


0 Comentário

Deixe um comentário

Espaço reservado para avatar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese (Brazil)